13/09/2019

Porto Editora - As Filhas do Capitão


Dez anos depois da publicação do bestseller O tempo entre costuras, o novo romance histórico de uma das mais lidas autoras espanholas.      
   
No dia 26 de setembro, a Porto Editora faz chegar às livrarias de todo o país As Filhas do Capitão, o novo romance de María Dueñas.

Na Rua 14 de Nova Iorque, uma das artérias da colónia de cerca de 40 mil emigrantes espanhóis que fazem desta cidade a sua nova casa, encontra-se O Capitão. A inesperada morte de Emilio Arenas, dono deste pequeno restaurante, coloca em marcha o desafio de uma vida para as suas três rebeldes filhas. Victoria, Mona e Luz Arenas vão ter de atravessar o Atlântico e enfrentar as marés da aventura épica e incerta da emigração.

Escrito com o detalhe histórico e com o estilo que apaixonou milhares de leitores com O tempo entre costuras – o seu romance de estreia que celebra agora o seu décimo aniversário de publicação –, As Filhas do Capitão é uma envolvente narrativa que celebra a coragem e a resiliência dos emigrantes e, em particular, as mulheres que trilham o seu caminho mesmo quando os ventos sopram em desacordo.

Além de O tempo entre costuras, adaptado para televisão pela Antena 3, também o livro As Vinhas de La Templanza está a ser adaptado ao pequeno ecrã, encontrando-se já em filmagens e com estreia prevista para 2020 na plataforma Amazon Prime Video.
 
SOBRE O LIVRO        
Nova Iorque, 1936: o pequeno restaurante O Capitão abre as portas na rua 14, um dos enclaves da colónia espanhola que sobrevive na grande cidade americana.
A morte acidental do seu dono, o libertino Emilio Arenas, obriga a que as suas filhas indomáveis assumam as rédeas do negócio, enquanto nos tribunais se resolve a herança.
Abatidas pela súbita necessidade de sobreviver, as temperamentais Victoria, Mona e Luz Arenas abrirão caminho através das adversidades, decididas a transformar um sonho em realidade.
Com uma leitura tão ágil quanto envolvente e emocionante, As Filhas do Capitão conta-nos a história de três jovens espanholas que se veem obrigadas a cruzar um oceano, instalando-se numa cidade deslumbrante, e lutando com bravura para encontrar um caminho.
Baseado numa história real, este romance é também um tributo a todas as mulheres que resistem, mesmo quando os ventos sopram em desacordo, e uma homenagem aos valentes que viveram – e vivem – a aventura, simultaneamente épica e quase sempre incerta, da emigração.

SOBRE A AUTORA   
É doutorada em Filologia Inglesa. Depois de duas décadas dedicadas à vida académica, irrompeu pelo mundo literário em 2009, com O tempo entre costuras, o romance que se tornou um fenómeno editorial e cuja adaptação televisiva alcançou um sucesso insuperável. Os seus romances posteriores, Recomeçar e As vinhas de La Templanza continuaram a cativar os leitores e a crítica.
Traduzida em mais de 35 línguas e com milhões de exemplares vendidos, a autora converteu-se numa das escritoras de língua espanhola mais estimadas no mundo. Este é o seu quarto romance.




09/09/2019

Porto Editora - Booker 2018 - “Milkman”: um rumor para levar a sério



Romance de Anna Burns, vencedor do Booker 2018, chega a 19 de setembro às livrarias nacionais.    

Original, desafiante, mordaz. Os elogios a Milkman atravessaram o mundo desde que ganhou o prestigiado Booker Prize 2018, consolidando-se depois ao vencer também os prémios National Book Critics Circle e Orwell para ficção política. A 19 de setembro, este impressionante romance de Anna Burns chega finalmente às livrarias portuguesas, com chancela Porto Editora.

Tendo como cenário o auge dos conflitos entre as duas irlandas nos finais dos anos 70, em Milkman acompanhamos uma jovem rapariga, anónima e igual a tantas outras, que, de repente, se vê envolvida num boato sem fundamento e é arrastada para um quotidiano pautado por uma violência que não sendo física é igualmente destruidora. Uma comovente história de resiliência e de verdade num mundo marcado por fronteiras, crenças religiosas e assédio.

«História de brutalidade, intromissão sexual e de resistência, tecida com um humor mordaz. [...] Nenhum de nós leu algo assim antes.» Júri do Prémio Booker 

Lançamento: 19-09-2019
N.º de páginas: 384
PVP: 18,80€


SOBRE O LIVRO
Nesta cidade sem nome, ser interessante é perigoso. A irmã do meio, protagonista deste romance, empenha-se em evitar que a sua mãe descubra a identidade do namorado e em não dar explicações sobre os encontros com o leiteiro. Mas quando o cunhado um descobre a situação e começa o rumor, a irmã do meio torna-se «interessante». A última coisa que queria ser. Porque, nesta cidade, ser interessante implica que te prestem atenção e isso é perigoso.
Num original misto de inocência e perspicácia, com um estilo único, torrencial e anónimo muito próprio da oralidade, a narradora partilha com o leitor a sua vida, profundamente marcada pela violência física e psicológica.
Milkman, de Anna Burns, é uma comovente história feita de rumores e falatório, de aceitação e resistência, de silêncio e surdez intencional, que decorre no auge dos conflitos entre as duas irlandas e que espelha o que de pior há no ser humano.

SOBRE A AUTORA 
Anna Burns
Nasceu em Belfast, em 1962. É autora dos romances No Bones (vencedor do prémio Winifred Holtby Memorial e finalista do prémio Orange), Little Constructions e da novela Mostly Hero. Vive em East Sussex, Inglaterra. Milkman foi vencedor dos prémios Booker, National Book Critics Circle e Orwell para ficção política, e esteve nomeado para o Women's Prize for Fiction 2019.