25/07/2016

A Partir de Uma História Verdadeira, de Delphine De Vigan



Opinião:
Sei que a autora tem outro livro publicado em português, vou querer ler, A Partir de Uma História Verdadeira, não me agarrou nas primeiras páginas, mas de repente algo mudou na narrativa e deu-se o inverso, tornou-se difícil interromper a leitura deste romance que flutua entre uma autobiografia e ficção.
A narração é feita na primeira pessoa, através da protagonista Delphine, que tem o mesmo nome da autora e tal como ela, também é escritora, o que nos deixa a pensar. Delphine está a atravessar uma crise que qualquer autor pode ter, o bloqueio de escritor, durante uma sessão de autógrafos, uma mulher surge, e insinua-se lentamente na sua vida, ela é tudo aquilo que Delphine gostaria de ser, segura, bonita, sabe- se vestir, falar, escrever, aos poucos consegue isolar Delphine, vão viver uma amizade doentia, e é esta vivência entre ambas que deixa o leitor tão curioso quanto ansioso em relação a esta  personagem L. completamente misteriosa, queremos saber quem é, de onde vem, e somos levados pensar durante toda a leitura que não pode ter um bom desfecho esta obsessão, ela conhece-a como ninguém, é assustador, por outro lado como é que alguém pode confiar assim noutra pessoa e se deixa enganar e arrastar para este tipo de amizade?
Tudo em torno destas duas personagens consegue prender a nossa atenção, quase que entramos nas suas mentes, e não é pela acção do enredo que é quase nula, é pelo ritmo da história, pois não se sabe até onde nos vai levar, e o que pode vir a acontecer, ficamos o tempo todo envolvidos, somos conduzidos de uma forma enganosa sobre o que pode ou não ser realidade ou fruto da imaginação de Delphine.
É por tudo isso que estamos perante um thriller psicológico muito bem escrito, intenso, inquietante, sobre uma amizade tóxica, com uma carga emocional elevada, em que a autora leva o leitor a questionar-se o tempo todo, a duvidar permanentemente do inicio até ao fim, a sentir que deixou escapar algo durante a leitura.
Este livro surpreendeu-me muito, manteve-me em constante suspense e o final foi a cereja no topo do bolo, coloca na nossa mente muitas interrogações sobre o que se acabou de ler, por isso cabe a cada pessoa tirar as suas próprias ilações. Gostei imenso. 

Citação:
"Estava siderada. Nunca conhecera ninguém com semelhante intuição do outro, uma espécie de sexto sentido. Preciso. Penetrante. Aguçado".
 
Obrigada Quetzal por esta excelente sugestão de leitura.

O realizador Roman Polanski vai adaptar ao cinema este romance da escritora francesa — e também realizadora — Delphine de Vigan, A Partir de Uma História Verdadeira. Olivier Assayas será o argumentista e estima-se que o filme chegue às salas de cinema em 2018.

3 comentários:

Unknown disse...

Onde encontro este livro traduzido para o português?

Fatima Inata disse...

Onde encontro este livro traduzido para o português?

Odete Silva disse...

Bom dia, pode encontrar este livro em qualquer livraria Bertrand ou na Fnac. :)